terça-feira, 25 de outubro de 2016

Tipos de queijo e vinho - Gorgonzola


O gorgonzola é uma variedade de queijo azul fabricado com leite de vaca, originário da localidade de Gorgonzola, nos arredores de Milão, na Itália. 

Sua invenção data do século 10 e tem uma história bastante curiosa: diz-se que um queijeiro apaixonado, responsável por fazer o queijo strachino, se esqueceu de fazer o queijo quando corria atrás de uma gorgonzolense. E, para que seu patrão não percebesse o descuido, o queijeiro misturou leite ordenhado na noite anterior com o da manhã seguinte… o que deu origem aos fungos, que são a principal marca do gorgonzola.

O Queijo Gorgonzola,  é conjuntamente com o francês Roquefort um dos queijos com maior notoriedade no planeta, com sua denominação original de “Stracchino di Gorgonzola”. 

Este queijo possui veias azuladas que resultam em um sabor picante, textura quebradiça e aroma acentuado. É, por excelência, um queijo ideal para aperitivos, molhos, para saladas, massas e risotos.

A sua massa é cremosa, tem um sabor agradável e um aroma intenso.

Características

Neste queijo, assim como em todos os queijos azuis, no processo de maturação, são injetados fungos, que lhe dão um sabor especial. Neste caso, injeta-se o Penicillium.

Na fabricação industrial atualmente usa-se o processo HTST ("High Temperature Short Time") para pasteurizá-lo. Outro método de pasteurização é o ejetor de vapor.

O crescimento do mofo se completa por volta dos 30 dias de maturação, momento em que normalmente o queijo é embalado em papel alumínio, inteiro ou em fatias, armazenado sob refrigeração até o momento ideal de sua degustação, que deve ocorrer normalmente por volta de 45 a 50 dias (momento no qual a ação proteolítica e lipolítica, promovida pelas enzimas secretadas pelo Penicillium, se encontra estabilizada).

Curiosidades

  • Os italianos gostam de saborear o gorgonzola de duas formas, que julgam ser as mais perfeitas: gorgonzola com aipo e gorgonzola com mel – este último é apreciado, geralmente, depois do jantar, como uma sobremesa.
  • A cidade de Gorgonzola tem hoje 20 mil habitantes e foi fundada antes do ano 1000, mas há 200 anos não produz mais seu tão famoso queijo.
  • O queijo gorgonzola é importante personagem do clássico da literatura “Os Noivos”, de Alessandro Manzoni, publicado em 1823: durante a fuga do personagem principal, Renzo, de um poderoso político, ele passa pela cidade de Gorgonzola e mata sua fome com pão e… gorgonzola.
  • O gorgonzola é o terceiro queijo mais consumido de toda a Itália. Atualmente ele só perde para o parmigiano e o grana padano.
  • São necessários 600 litros de leite de vaca para fazer aproximadamente 60 quilos de queijo gorgonzola.

Gorgonzola e vinho

Para arrematar o gorgonzola em qualquer ocasião, um bom vinho acompanha o queijo. 

Gorgonzola e vinhos fortificados  

Os vinhos do Porto são excelente opção para harmonização. Mais outros dois fortificados das terras portuguesas, o Madeira e o Moscatel de Setúbal também fazem uma excelente combinação.

Gorgonzola e vinho de sobremesa branco

Vinhos elaborados com as uvas riesling ou sauvignon blanc de colheitas tardias.
 
Gorgonzola e vinho tinto 

Vinhos tintos robustos envelhecidos em carvalho são uma boa pedida para acompanhar um gorgonzola.

*obtido de várias fontes

Saudações vínicas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário