quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Castas Portuguesas - Borraçal


ORIGEM
Autóctone do Minho, região dos Vinhos Verdes
Lobo (1790) e Gyrão (1832) conhecem esta casta nas sub-regiões de Porto, Penafiel e Basto. 
Vila Maior (1875) define as diferentes implantações da casta.

SINÔNIMOS
Azedo, Bogalhal, Espadeiro Redondo, Olho de Sapo, Tinta Femia
Espanha – Caiño Tinto
Sinónimos históricos e regionais: Olho de Sapo, Cainho Gordo (Cincinnato, 1900).

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
Casta de maturação tardia, que apresenta rendimentos irregulares, de médios para pequenos. Adequada para solos secos e pobres, mas tem dificuldades em amadurecer em solos frios

TIPO DE VINHO QUE ORIGINA
Coloração rubi, com alta acidez e alto teor alcoólico, normalmente utilizada em cortes, principalmente com a Vinhão

REGIÕES ONDE PREDOMINA EM PORTUGAL
Encontra-se fundamentalmente no Minho, região dos Vinhos Verdes

ONDE MAIS É IMPORTANTE
Na Espanha encontramos essa casta na Galícia, onde vinhas velhas, com produção limitada, resultam em vinhos de maior qualidade

REGIÃO DE MAIOR EXPANSÃO
Sub-região de Lima (Vinho Verde).

SUPERFÍCIE VITÍCOLA ATUAL
1.275 ha.

UTILIZAÇÃO ATUAL A NIVEL NACIONAL
Abaixo de 0,2%.

TENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO
Não significativa.

INTRAVARIABILIDADE VARIETAL DA PRODUÇÃO
Intermédia.

Saudações vínicas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário