quinta-feira, 11 de junho de 2015

Defeitos no vinho!


Fonte:http://www.mariajoaodealmeida.com/index2.php

O prazer de degustar um bom vinho é um dos maiores prazeres que um enófilo pode ter. Os defeitos que possam surgir, não só estragam a sua correta avaliação como causam sensações desagradáveis.
Eis os principais:

Oxidado

Diz-se que um vinho está oxidado quando, por ter estado demasiado tempo em contato com o ar, alterou o seu sabor e perdeu a sua frescura. É um vinho passado, com sabor amargo.

Rolha (TCA) 

O TCA (2,4,6 Trichloroanisol) resulta da atividade de microorganismos, nomeadamente fungos, na presença de compostos organoclorados. Existe risco de ocorrência de TCA sempre que estão presentes fenóis, cloro e fungos, causando assim um desvio organoléptico no vinho (o vinho fica com um aroma e sabor a bolor ou mofo).

Sulfídrico

O enxofre combinado com hidrogénio produz um aroma que lembra ovos estragados ou borracha queimada. Algum arejamento pode ajudar a removê-lo.

Suor de Cavalo

Aroma existente sobretudo em vinhos velhos, que alguns apreciam mas muitos odeiam, provocado pela molécula 4-etil fenol (sintetizada pela levedura Brettanomyces Dekkera) que revela falta de higiene na adega, incluindo barricas.

Ácido Acético

Dá aos vinhos um cheiro azedo, semelhante ao vinagre, e um sabor agressivo. É provocado por uma bactéria denominada acetobacter.

Dióxido de enxofre (sulfuroso)

Protege o vinho do oxigénio mas, quando a sua presença é demasiada, cheira a fósforo apagado e confere aos vinhos um sabor agressivo.

Espuma

A presença de espuma nas paredes do copo é sinal de fermentação do vinho, depois de ter sido engarrafado. Também pode ser devido à introdução de gás inerte no processo de engarrafamento.

O que parece defeito e não é:


Vinho enevoado

Ao ser agitado, o sedimento que está no fundo da garrafa  provoca no vinho um aspecto enevoado. No entanto, existem sedimentos que não são admissíveis em determinado tipo de vinhos e que resultam da alteração dos mesmos.

Pedaços de rolha 

Uma rolha quebradiça ou a utilização de um mau saca-rolhas pode deixar no vinho alguns pedaços a boiar no vinho que facilmente se retiram com uma colher.

Saudações vínicas!